Pegando o caminho da aplicacao MPPI realiza inspeção no Hospital da Polícia Militar do Piauí

MPPI realiza inspeção no Hospital da Polícia Militar do Piauí

Fachada do Hospital da Polícia Militar do Piauí, com ambulância e carro da PM estacionados na frente

Na manhã desta sexta-feira (14), o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), por meio da 12ª Promotoria de Justiça de Teresina, realizou inspeção no Hospital Dirceu Arcoverde da Policia Militar do Piauí (HPMPI), junto à presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (COREN-PI), Tatiana Melo. Também estiveram presentes o diretor financeiro do Hospital, major Gilson, a coordenadora do Núcleo Interno de Regulação e do Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar, Gaubeline Feitosa, o coordenador de contratos, Norberto de Moura, a coordenadora do Núcleo de Controle Interno, Larissa Veloso, e o coordenador dos postos de internação, Arthur Antunes. O objetivo foi conhecer a estrutura física, o funcionamento da gestão mista entre Saúde e Segurança e verificar as dificuldades existentes.

Pessoas sentadas conversando

Durante a inspeção, foram detectadas adequações físicas, de estoque alimentar e medicamentoso, mas dois setores não estão em funcionamento. Um deles é a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que passou por obras, mas não foi finalizada e estão há três suspensas por falta de equipamentos e recursos humanos. O segundo é o Serviço de Referência Odontológica à Pessoa com Deficiência Intelectual e Autismo, que suspendeu procedimentos por falta de insumos e pagamento de profissionais especializados. Também há redução do número de terceirizados, prejudicando a execução das atividades, além do atraso do pagamento de salários de profissionais com contrato precário.

Porta com inscrição de UTI

Pessoas caminhando em UTI vazia

Parede com adesivo sinalizando o Serviço de Referência Odontológica à Pessoa com Deficiência Intelectual e Autismo

"Tive boas impressões. Nota-se que há esforço e boa vontade para realizar as atividades do Hospital. Precisamos convocar a população para uma audiência pública e discutir sobre os setores que estão parados, como também sensibilizar os gestores para resolver a questão", destacou o promotor de Justiça Eny Pontes.

A visão positiva foi compartilhada pela presidente do COREN-PI. "Percebemos que o HPMPI já dá uma boa resposta para a sociedade e pode dar ainda mais, resolvendo problemas envolvendo recursos", afirmou Tatiana Melo.

Diante do que foi constatado, a Promotoria de Justiça irá acompanhar de perto e cobrar as providência devidas para sanar os problemas dos setores, de forma a ampliar o número de cirurgias, especialmente as ortopédicas, já que, atualmente, não são realizadas em porte mais complexo por falta de leitos de UTI.

 

 

 

 


Coordenadoria de Comunicação Social
Ministério Público do Estado do Piauí MP-PI
Fones: (86) 99401-1718 , (86) 3194-8726
imprensa@mppi.mp.br 
Facebook: mppioficial
Twitter: mppioficial
Instagram: mppioficial
WhatsApp: (86) 99401-1718
YouTube: MPPI OFICIAL

14/02/20
Categoria: Notícias Acessos: 148

Ministério Público do Estado do Piauí MP-PI

Sede Centro: Rua Álvaro Mendes 2294 - Centro, CEP: 64000-060, Teresina - PI
Fone: (86)3194 - 8700

Sede Zona Leste: Rua Lindolfo Monteiro, 911, CEP 64049-440, Fátima,Teresina-Pi
Fone: (86)3216 - 4550

e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
C.N.P.J.: 05.805.924/0001-89